No dia 30 de janeiro assinalou-se em todas as escolas do Agrupamento Carlos Teixeira, o Dia Escolar da Não Violência e da Paz. Esta data, assinalada mundialmente, foi escolhida por assinalar o falecimento do grande pacifista indiano Mahatma Gandhi.

O objetivo do Dia Escolar da Não Violência e da Paz passa por alertar os alunos, os professores, os pais, os políticos e os governantes para a necessidade de uma educação para a paz, que promova valores como o respeito, a igualdade, a tolerância, a solidariedade, a cooperação e a não violência. Fomentar a comunicação entre todos, impedir situações de bulling e incrementar a amizade são preocupações deste dia.

A nossa comunidade educativa uniu-se, levando a cabo uma sensibilização para valores como o respeito, a igualdade, a tolerância, a solidariedade, a cooperação e a não violência. Os alunos do pré-escolar e do 1º ciclo leram e realizaram trabalhos de grupo sobre “O livro da Paz” e o “Pássaro da Alma” e construíram Árvores da Paz. Os alunos da Educação Inclusiva elaboraram mensagens sobre a Paz; A Biblioteca escolar aliou-se a esta iniciativa e fez uma pequena exposição de trabalhos, promovendo a partilha e a amizade; Na disciplina de Cidadania, os alunos fizeram a articulação entre a paz na escola e a Internet segura.

Para além de todas estas iniciativas, no âmbito do programa “Escola com Valores. Escola sem violência”, os alunos de oitavo ano participaram numa sessão de trabalho sobre Prevenção do Bullying, dinamizada pelo Enfermeiro Rafael Leite da Equipa de Saúde escolar.

Através da utilização de uma linguagem direta, exemplos do dia-a-dia e de dinâmicas ativas e participativas e procurando ir ao encontro das necessidades, dos medos, dos receios e em especial das experiências dos alunos, o Enfermeiro Rafael apresentou algumas estratégias para lidar com situações de bullying, bem como exemplos de medidas preventivas para o evitar e, assim, minimizar o seu impacto junto dos jovens. Incentivou os participantes a refletirem sobre o seu comportamento e, em última análise, a criarem uma cultura em que estes dialoguem uns com os outros, apoiando-se mutuamente e respeitando as diferenças de cada um.

Houve, ainda, lugar para a apresentação de um momento musical dedicado ao tema da Paz, trazido pelos alunos da turma A do oitavo ano.

 

O sucesso da atividade só foi possível graças à colaboração e ao envolvimento de todos, a quem não podemos deixar de agradecer vivamente.

 “A paz de todos começa na escola.”

 A Coordenadora do PEPS

Sandra Pinheiro